Barra do Governo Federal

Procurar no portal

Engenharia de Alimentos

O que faz

O engenheiro de alimentos é um profissional que une conhecimentos das ciências, das tecnologias e da engenharia nos processos de fabricação, preservação, armazenamento, transporte e consumo dos produtos alimentícios. Atua principalmente na indústria de alimentos, desenvolvendo produtos e processando matérias primas básicas como leite, frutas, hortaliças e cereais.

O profissional pode, ainda, realizar trabalhos em laboratórios, determinando características microbiológicas, químicas e físico-químicas dos alimentos, além da cor, sabor, aroma e textura. Também atua no desenvolvimento de embalagens, no controle do armazenamento e na distribuição dos alimentos, visando sua perfeita conservação e segurança alimentar. Outra função do engenheiro de alimentos é a logística de distribuição dos produtos, além da elaboração de métodos e processos de reciclagem, assim como o aproveitamento de subprodutos oriundos da indústria de alimentos.

O engenheiro de alimentos pode trabalhar ainda na concepção, avaliação e adaptação dos equipamentos industriais envolvidos no processamento de alimentos, na administração e no gerenciamento de indústrias do ramo alimentício, bem como no setor de vendas e consultoria.

O que estuda

Durante a graduação, o aluno adquire conhecimentos práticos e teóricos necessários atuar em todas as etapas de processamento de alimentos sob aspectos matemáticos, físicos, químicos, bioquímicos, sensoriais, microbiológicos, ecológicos e industriais, que constituem a base do ensino do curso.

Nas disciplinas, o aluno conhece as operações unitárias mais comuns na indústria, com o dimensionamento de equipamentos e cálculo de processos. O currículo acadêmico integraliza disciplinas básicas (Matemática, Física, Química e Biologia), disciplinas profissionalizantes (Operações Unitárias, Refrigeração etc.) e disciplinas específicas (Bioquímica e Microbiologia de Alimentos, Análise Sensorial e Tecnologia de Alimentos) além de conhecimentos de Administração e Economia.

Área de atuação/Mercado de trabalho

A indústria de alimentos é o principal campo de atuação do engenheiro de alimentos, mas o profissional também pode trabalhar em indústrias de insumos, de embalagens, equipamentos e aditivos alimentares. Ainda encontram postos de trabalho no setor comercial, em empresas de serviços, supermercados, redes de fast-food, frigoríficos, empresas de consultoria e de pesquisa, órgãos de fiscalização e instituições públicas.

Áreas em destaque são o controle de qualidade (realização de análises físico-químicos e microbiológicas) e a implementação de sistemas de qualidade e desenvolvimento de produtos biotecnológicos. Outros campos importantes atualmente são a logística e a distribuição de alimentos e o marketing, avaliando a aceitação dos produtos pelos consumidores. Um campo promissor para o engenheiro de alimentos é o desenvolvimento de pesquisas na área de biotecnologia e modificação de alimentos através da engenharia genética.

Como é o curso na UFC

O curso de Engenharia de Alimentos foi criado em 1975, com o nome de Tecnologia de Alimentos. Atualmente oferece 100 vagas, sendo 50 para o primeiro semestre e 50 para o segundo. O curso é diurno e tem um total de 10 semestres. A partir de 2015 pretende implantar um novo projeto pedagógico que visa atualizar o curso de acordo com as demandas que envolvem a área.

Mais sobre o curso

Engenharia de Alimentos - Fortaleza

Créditos

© 2017 Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo