Barra do Governo Federal

Procurar no portal

Engenharia Ambiental

O que faz

Voltada para o desenvolvimento econômico sustentável, a Engenharia Ambiental vem ganhando cada vez mais destaque no mercado de trabalho nacional e internacional. Isso porque a área está em sintonia com o atual movimento de tomada de consciência sobre as modificações causadas pelo homem na natureza. Esses profissionais elaboram e aplicam tecnologias para proteger o meio ambiente dos danos causados pela ação humana, além de desenvolver atividades na recuperação de espaços ou recursos já contaminados ou degradados, atuando assim na preservação da qualidade da água, do ar e do solo. O Engenheiro Ambiental pode seguir quatro grandes áreas: Tecnologia Ambiental, Gestão Ambiental, Recursos Hídricos e Geotecnia Ambiental. Nelas executam estudos de impacto e planejamento ambiental; gerenciamento ambiental em empresas; elaboração e efetivação de planos, programas e projetos de gerenciamento de recursos hídricos; estudos de clima e projetos de abastecimento e tratamento de água. Elaboram ainda projetos de esgotamento sanitário; tratamento de esgotos; monitoramento de aterros de resíduos domésticos e industriais e de recuperação e mapeamento de áreas contaminadas ou degradadas. Esse profissional também concretiza ações sobre fontes de energia renovável e faz estudos de processos industriais a fim de minimizar, reutilizar, reciclar, tratar ou destinar adequadamente efluentes e resíduos. Trabalha ainda com planejamento, prevenção e proteção dos recursos naturais renováveis e não renováveis.

O que estuda

O curso de Engenharia Ambiental possui um ciclo básico que demanda uma sólida formação nas áreas de Física, Matemática, Química e Biologia. A partir do 5º semestre, ele passa a ter disciplinas específicas obrigatórias e eletivas em Tecnologia Ambiental, Gestão Ambiental, Recursos Hídricos e Geotecnia Ambiental. Integram o curso disciplinas como Microbiologia Ambiental, Gestão de Resíduos Sólidos, Gerenciamento Ambiental na Empresa, Drenagem Urbana, Conservação e Proteção de Mananciais, Geotecnia Ambiental, Mecânica dos Solos, dentre outras.

Área de atuação/Mercado de trabalho

Esse profissional pode realizar suas atividades em usinas termelétricas, indústrias – química e petroquímica, mineração, siderúrgicas e de papel e celulose – em empresas públicas, privadas ou de economia mista, órgãos governamentais nas três esferas de governo, além de organizações sociais de interesse público e organizações não governamentais. Atua ainda em companhias de saneamento, secretarias e companhias de gestão dos recursos hídricos, agências reguladoras de água, energia elétrica e vigilância sanitária e serviços autônomos de água e esgoto. Também são locais de trabalho para o engenheiro ambiental órgãos ligados à legislação e fiscalização ambiental, como Ministério do Meio Ambiente, Ministério das Cidades, Ministério Público, Ibama e Secretarias estaduais e municipais do Meio Ambiente. Há ainda oportunidades na realização de consultorias e projetos na área ambiental, como abastecimento e tratamento de água, esgotamento sanitário, drenagem urbana, recuperação de áreas contaminadas e degradadas, estudos de impacto ambiental, certificação ambiental, planejamento ambiental, implantação de tecnologias limpas de produção, projetos de reuso de águas e projetos ligados a fontes de energia renovável. Outra opção é a docência em universidades.

Como é o curso na UFC

O curso de Engenharia Ambiental teve o sua primeira turma no ano de 2010, cuja entrada é feita anualmente para o curso de Engenharia de Energias e do Meio Ambiente, em um total de 120 vagas/ano. Após um núcleo básico comum de quatro semestres com outros dois cursos, Engenharia de Energias Renováveis e Engenharia de Petróleo, há a divisão em três turmas de 40 alunos. O curso é diurno, possui período mínimo para conclusão de cinco anos e integra a unidade acadêmica Centro de Tecnologia, no Campus do Pici.

Mais sobre o curso

Engenharia Ambiental – Fortaleza

Créditos

© 2017 Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo