Barra do Governo Federal

Procurar no portal

Ciências Sociais

O que faz

As Ciências Sociais estudam o ser humano, as sociedades e as relações existentes entre o indivíduo e o social. Utilizando-se de métodos científicos, o pesquisador analisa diversos fenômenos e fatos sociais, o que permite compreender melhor as sociedades, as práticas políticas e as culturas, identificar as causas de alguns problemas da vida social e propor soluções para eles.

O profissional com pós-graduação pode ensinar em universidades, e o graduado com habilitação em licenciatura pode dar aulas de Sociologia no Ensino Médio. Além disso, o cientista social pode fazer pesquisas acadêmicas e de opinião e elaborar projetos sociais em organizações governamentais e não governamentais. Na área antropológica, desenvolve perícias e laudos sobre, por exemplo, populações indígenas e quilombolas.

Na política, realiza assessoria de parlamentares, sindicatos, partidos e associações. Também pode integrar equipes multidisciplinares de saúde e trabalhar com marketing político, relações internacionais, questões ambientais, produção de documentários, entre outras atividades.

O que estuda

As Ciências Sociais possuem três ramos: Antropologia, Ciência Política e Sociologia. De forma simples e genérica, a Antropologia se concentra no estudo do ser humano (origem e evolução) e das diversas culturas, enquanto a Ciência Política tem como foco os fenômenos e as estruturas políticas e a Sociologia se dedica a questões mais abrangentes da sociedade, como relações de trabalho, exclusão social, pobreza, etc.

O estudante pode se graduar em bacharelado (para ser pesquisador) ou em licenciatura (para ser professor). As grades curriculares das duas modalidades são bastante semelhantes, diferenciando-se a de licenciatura por incluir disciplinas voltadas ao ensino. Na UFC, até a metade do curso, os graduandos estudam teorias de cada uma das três especialidades das Ciências Sociais. Depois, escolhem disciplinas optativas específicas das áreas que desejam seguir e decidem se permanecem ou não na modalidade em que ingressaram.

Fora das salas de aulas, os estudantes podem participar de diversos projetos de pesquisa, grupos, laboratórios e núcleos de estudos.

Área de atuação/Mercado de trabalho

A área com maior número de oportunidades de emprego é a docência no Ensino Médio, em escolas públicas ou privadas. A docência no Ensino Superior e a pesquisa acadêmica também são atividades que atraem grande parte dos cientistas sociais.

No entanto, o profissional pode trabalhar também em institutos de pesquisa, ONGs e nos Recursos Humanos de empresas. Ainda pode atuar em partidos políticos, sindicatos, associações, museus, instituições e fundações, como Unesco e Funai, órgãos governamentais de planejamento urbano, etc. Outra alternativa é a prestação de consultoria e assessoria.

Como é o curso na UFC

A graduação diurna em Ciências Sociais da UFC foi criada em 1968, e, em 2009, iniciou-se a primeira turma da graduação noturna. Ambos os cursos são ofertados tanto na modalidade bacharelado quanto na modalidade licenciatura. São disponibilizadas 100 vagas com entrada única: 50 para o curso diurno e 50 para o noturno. Das 50 de cada turno, 25 são para o bacharelado e 25 para a licenciatura. Até 2014, a duração mínima do curso diurno era de oito semestres, enquanto o bacharelado noturno tinha duração de nove semestres e a licenciatura noturna de dez semestres.

Mais sobre os cursos

Ciências Sociais (Diurno) - Fortaleza

Ciências Sociais (Noturno) - Fortaleza

Créditos

© 2017 Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo