Barra do Governo Federal

Procurar no portal

Ciências Ambientais

O que faz

Compatibilizar desenvolvimento e sustentabilidade ambiental é o que faz o cientista ambiental. Esse profissional tem como atribuição elaborar, fiscalizar e dirigir estudos e projetos que visem ao conhecimento e à utilização racional dos recursos ambientais. Ele ainda desenvolve e aplica métodos, processos e técnicas de exploração, beneficiamento, monitoramento e inspeção dos recursos vivos e minerais, efetiva a gestão ambiental, realiza perícias e está habilitado para a emissão e assinaturas de laudos técnicos e pareceres de controle ambiental em setores públicos e privados. São também suas atribuições coordenar planos de manejo, de zoneamentos ecológico e econômico e programas internacionais, além de projetos e trabalhos inter e transdisciplinares na área ambiental. Fazem diagnósticos, propondo medidas corretivas e preventivas através da aplicação de normas, técnicas e legislação em conformidade com os aspectos ambientais; são capazes de desenvolver e implementar sistemas integrados de gestão e monitoramento do meio ambiente e de elaborar projetos para o desenvolvimento de ações na área socioambiental.

O que estuda

Ecologia, Física, Química, Filosofia e Ética são conhecimentos disponibilizados na formação básica. Para a compreensão dos processos ambientais são ofertadas disciplinas como Geologia, Geomorfologia, Recursos Hídricos, Climatologia e Mudanças Globais, além de Ecossistemas Aquáticos Continentais e Marinhos, nos semestres iniciais. Os impactos e a transdisciplinaridade são abordados nas disciplinas de Impactos Ambientais e Poluição I, II e III, que abordam os resultados das atividades do homem nos ecossistemas aquáticos, terrestres e na atmosfera. O cientista ambiental deve ser antenado e dominar os recursos computacionais, imprescindíveis no diagnóstico e monitoramento ambiental. O uso de imagens de satélites e geotecnologias serão bem trabalhados em disciplinas como Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto, Sistema de Informações Geográficas-SIG e Modelagem Ambiental. Certificação, Auditoria Ambiental, Recuperação de áreas degradadas, Educação Ambiental e Direito Ambiental compõem ainda o quadro de formação.

Área de atuação/Mercado de trabalho

Os egressos do Curso de Bacharelado em Ciências Ambientais terão condições de assumir o papel de agente transformador da sociedade e do mercado, provocando mudanças através da incorporação de novas concepções e tecnologias na área ambiental. Para isso, podem atuar em órgãos públicos ligados ao meio ambiente; universidades e institutos de pesquisa; empresas privadas que produzem, exploram e administram recursos naturais renováveis ou não-renováveis; no terceiro setor (Fundações, Organizações Não-Governamentais e Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público); e como Profissional Liberal. Há ainda a possibilidade de exercer suas atividades em institutos de meio ambiente e recursos hídricos e agências reguladoras.

Como é o curso na UFC

A primeira seleção para o curso de Ciências Ambientais, na UFC, foi realizada em 2009. Atualmente, são ofertadas 40 vagas para turma única. Para a graduação, é necessário o cumprimento de oito semestres. O curso é diurno e, em Fortaleza, integra a unidade acadêmica do Instituto de Ciências do Mar - Labomar.

Mais sobre o curso

Ciências Ambientais - Fortaleza

Créditos

© 2017 Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo