Barra do Governo Federal

Procurar no portal

Colégio de Estudos Avançados é inaugurado em solenidade na Reitoria

Imagem: Foto da mesa de abertura do CEACom a presença de diretores de unidades acadêmicas, pró-reitores e servidores docentes e técnico-administrativos, foi realizada, na sexta-feira (14), a solenidade de abertura do Colégio de Estudos Avançados (CEA) da Universidade Federal do Ceará. O evento aconteceu no auditório da Reitoria.

Vinculado à Escola Integrada de Desenvolvimento e Inovação Acadêmica (Eideia), o CEA, cuja instalação data de 29 de junho último, é dirigido pelo Prof. César Barreira, que, no evento de sexta-feira (14), destacou a contribuição de diferentes atores da comunidade acadêmica para a implantação do novo órgão. "O CEA é resultado de diálogos realizados com docentes, gestores e representantes de instituições universitárias, incluindo principalmente a UFC. A proposta visa à criação de uma ambiente de estudos avançados de caráter multidisciplinar voltado para a discussão pública de temas científicos, tecnológicos, sociais, culturais e econômicos contemporâneos", explicou.

Com diretrizes que determinam o apoio a programas e projetos avançados de ensino, pesquisa e extensão e à promoção do intercâmbio entre a UFC e outras instituições acadêmicas, o CEA, completou o Prof. César Barreira, "almeja a promoção de uma esfera pública crítica e representativa de sua missão científica, cultural e social que se expande para dentro e fora do País".

Veja outras imagens da inauguração do CEA no Flickr da UFC

CELEBRAÇÃO – A vice-diretora da Eideia, Profª Bernadete Porto, apontou a abertura do CEA como um "dia de celebração para a UFC". Para a docente, o Colégio "se desenha como uma grande audiência pública, como organismo vivo, renovador do tempo e das relações. A UFC, na criação da Escola Integrada de Desenvolvimento e Inovação Acadêmica e do Colégio de Estudos Avançados, apoiou e confiou o caminho necessário para celebrar a grandeza de nossa Instituição", defendeu.

PARCERIA – Representando o governador do Estado, Camilo Santana, o secretário de estado chefe de gabinete, Élcio Batista, prestigiou a abertura do CEA. "Estamos diante de um grande desafio, mas também de uma grande oportunidade", declarou, enfatizando a possibilidade de parcerias entre Universidade e Governo do Estado para o desenvolvimento de projetos que fortaleçam a chamada "economia do conhecimento", que pressupõe fortes investimentos nas áreas de educação e cultura.

ENCONTRO DE SABERES – Saudando os componentes da mesa e o público do auditório, o Reitor Henry de Holanda Imagem: Foto do público do auditórioCampos destacou a implantação do Colégio como uma "oportunidade de promover encontros de saberes, de fazer com que as pessoas cada vez mais se conheçam e trabalhem juntas para promover a produção do conhecimento".

Apesar de viver tempos "sombrios", apontou o Prof. Henry, "a Universidade tem mostrado muita pujança com muitas iniciativas inovadoras". Um exemplo citado pelo Reitor foi a criação recente da Comissão de Direitos Humanos.

O Prof. Henry Campos louvou, ainda, a composição e a riqueza do CEA, "que dá a dimensão da força e do brilhantismo que está hoje presente em nossa Universidade". Por fim, defendeu o órgão como vitrine da UFC para fazer a "translação do saber para a sabedoria".

Também compuseram a mesa de abertura da solenidade o Vice-Reitor da UFC, Prof. Custódio Almeida; o presidente do conselho deliberativo do CEA e Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Prof. Antônio Gomes; o Reitor em exercício da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Aristeu Rosendo Pontes Lima; o presidente do Fórum Brasileiro de Estudos Avançados, José Vicente Tavares dos Santos; o vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Jorge Parente; o presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Tarcísio Pequeno; e o economista-chefe do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Luiz Alberto Esteves.

EXPERIÊNCIAS – A programação da solenidade de abertura do CEA também contou, durante a manhã, com a mesa-redonda "Institutos de estudos avançados: desafios e perspectivas".

Com 30 anos de criação, a experiência do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo (USP) foi apresentada por seu diretor, Prof. Paulo Hilário Nascimento Saldiva, através de videoconferência. O decente apontou o IEA como órgão capaz de "permitir espaços de entendimento". Saldiva destacou também a importância da Revista Estudos Avançados, publicação que registra cerca de um milhão de visualizações por mês. Finalizou propondo um espaço de encontro para os institutos para a construção de uma agenda comum. 

Imagem: Foto de mesa-redonda do eventoTambém participaram da discussão o coordenador do Instituto Mercosul de Estudos Avançados (IMEA) da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), Prof. Alexandre Camera Varella; o diretor do Colégio Brasileiro de Altos Estudos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Prof. José Sérgio Leite Lopes; o diretor do Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e presidente do Fórum Brasileiro de Estudos Avançados, Prof. José Vicente Tavares dos Santos; e o coordenador do Instituto de Estudos da América Latina da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Prof. Paulo Henrique Martins.

No período da tarde, a programação contou com uma mesa-redonda sobre o tema "Segurança hídrica: diálogos interdisciplinares", que teve a presença dos pesquisadores Rosana Garjulli, socióloga e consultora em Gestão Participativa de Políticas Públicas; Francisco de Assis de Souza Filho, coordenador do Laboratório de Saneamento da UFC; Ana Paula Francalanza, do Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental da USP; e Francisco José Coelho Teixeira, secretário dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará. A mediação foi do Prof. Álvaro Madeiro Leite. O debate versou sobre temas como a organização para gestão participativa de recursos hídricos no Ceará e a criação de um observatório para governança das águas.

O encerramento da solenidade contou com a apresentação do Quarteto de Violões da UFC, precedida por uma fala do Prof. César Barreira, que se disse entusiasmado com o alto nível das duas mesas de abertura. "Realmente as discussões das duas mesas de hoje superaram todas as expectativas, muito interessante essa interdisciplinaridade. Saio daqui ainda mais empolgado para que levemos à frente nosso Colégio, com o importante apoio institucional, e que possamos pensar sobre nosso espaço físico ao lado da Seara da Ciência, no Campus do Pici", afirmou.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – fones: 85 3366 7331 e 3366 7936

Créditos

© 2018 Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo