Barra do Governo Federal

Procurar no portal

"UFC continuará aprofundando a democratização do acesso", garante Reitor

Imagem: A solenidade de quarta-feira marcou o encerramento do ciclo de colações em Fortaleza (Foto: Viktor Braga/UFC)"A Universidade Federal do Ceará continuará aprofundando a democratização do acesso, mantendo nossas portas abertas àqueles estudantes aos quais a sociedade sempre negou o ensino de qualidade", afirmou o Reitor Henry de Holanda Campos, ao discursar, na noite de quarta-feira (9), durante a solenidade que encerrou o ciclo de colações de grau dos campi de Fortaleza.

Acrescentou o Reitor que a UFC "continuará acolhendo o estudante menos favorecido e criando condições para que ele cresça e conquiste a  quota de dignidade a que tem direito".

Colaram grau 316 estudantes oriundos dos cursos do Instituto de Cultura e Arte (ICA), do Instituto de Educação Física e Esportes (Iefes), da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem (FFOE), do Instituto UFC Virtual, do Instituto de Ciências do Mar (Labomar) e da Faculdade de Medicina. Nesta sexta-feira (11) será realizada a colação de grau dos formandos do Campus da UFC em Sobral.

Imagem: A representante dos discentes, Alane Simone Cavalcante Vieira, do Curso de Ciências Ambientais (Foto: Viktor Braga/UFC)Dizendo sentir-se orgulhosa por estar realizando um dos sonhos, Alane Simone Cavalcante Vieira, do Curso de Ciências Ambientais, que falou em nome dos colegas formandos, fez uma retrospectiva dos anos da graduação, de "muitas noites estudando, muito nervosismo antes das provas", mas reconheceu que, apesar das dificuldades, estavam agora mais fortes e experientes para enfrentar a vida.

Discursou como representante do corpo docente a Profª Glória Tavares, Coordenadora do Curso de Inglês da UFC Virtual, lamentando não poder falar apenas sobre o momento feliz da conclusão dos cursos de cada um, da "jornada desafiadora e vitoriosa" dos estudantes, porque, como disse, não poderia "ignorar o fato de que vivemos um triste capítulo de nossa história".

E complementou: "Vivemos uma realidade adversa. Neste momento, o Brasil não é um País de todos".

INOVAÇÃO – Por entender que nada é mais exultante do que o reconhecimento público à excelência da Instituição, o Reitor falou mais uma vez do resultado da avaliação anual feita pelo Ministério da Educação, que concedeu nota máxima (5) à UFC, após analisar todas as dimensões da Universidade.

Disse a seguir que a "nova UFC que está surgindo será também o cenário do parque tecnológico, um ambiente de inovação que já está sendo criado e permitirá a interação entre a Universidade e as empresas".

Imagem: Solenidade ocorreu na Concha Acústica da Reitoria (Foto: Viktor Braga/UFC)CULTURA DE PAZ – "A UFC que desponta é aquela que consolida sua presença no interior do Estado, através dos campi instalados nas cidades de Sobral, Quixadá, Russas e Crateús. É também a que estabelece uma Secretaria de Governança destinada a profissionalizar, definitivamente, a gestão".

Ainda discorrendo sobre o perfil da Instituição, o Reitor assegurou que a "UFC do século XXI há de ser um território vocacionado para a cultura da paz, onde se exercite a pluralidade, onde se abracem os ideais de fraternidade e diversidade, onde se respeitem as diferenças".

RESISTÊNCIA – Seguindo o raciocínio inicial de que não poderia falar apenas de alegria, a Profª Glória Tavares observou que "hoje vivemos soterrados em escombros de escândalos políticos, ensurdecidos por canais de TV anunciando áudios reveladores de toda a sorte de impropriedades, assustados por conchavos políticos espúrios que lesam a dignidade do povo brasileiro".

No entanto, apontou: "Apesar de tudo, estamos trabalhando, realizando a cerimônia de colação de grau. Somos vitoriosos, vocês formandos e todos nós que fazemos a UFC". Em seguida disse que diante do atual cenário "estudar é um ato de resistência, transformação, ascensão. Um ato verdadeiramente revolucionário". Finalizou recorrendo a canções populares: "Com certeza, um dia amigo, a gente vai se encontrar"; "Somos quem podemos ser. Sonhos que podemos ter".

O Reitor Henry Campos concluiu seu pronunciamento assegurando aos recém-formados que a UFC era deles. "Estaremos sempre trabalhando para que vocês se orgulhem da casa onde lapidaram sua vocação, recolheram novos conhecimentos e se tornaram profissionais de escol". E disse esperar que todos "trilhem com dignidade o caminho que escolheram".

Leia mais:
Na segunda noite de colação, pronunciamentos questionam futuro e falam de esperança
"Vale a pena investir em sonhos e projetos", diz Reitor na primeira noite de colação

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional – fone: 85 3366 7331

Créditos

© 2017 Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo