Barra do Governo Federal

Procurar no portal

Tese da Engenharia de Transportes recebe menção honrosa no Prêmio Capes

Imagem: Logomarca da Pós-Graduação em Engenharia de TransportesTese defendida no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes da Universidade Federal do Ceará recebeu, na terça-feira (10), menção honrosa no Prêmio Capes de Tese 2017. A comenda é outorgada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) às melhores teses de doutorado defendidas em 2016. A tese agraciada foi da aluna Juceline Batista dos Santos Bastos, com orientação do Prof. Jorge Soares. A cerimônia de entrega Prêmio Capes de Teses ocorrerá no dia 7 de dezembro, em Brasília.

O trabalho foi intitulado "Considerações sobre a deformação permanente de pavimentos asfálticos no dimensionamento mecanístico-empírico". De acordo com o orientador da pesquisa, Prof. Jorge Soares, a deformação permanente é um dos danos causados pelo tráfego intenso, especialmente por caminhões de carga, sobre os pavimentos. Quanto mais lenta a velocidade com que passa essa carga, diz, maiores os danos. "Por isso que a malha viária de Fortaleza, assim como das demais capitais, é pior do que nas rodovias, ainda que o pavimento tenha os mesmo materiais, as mesmas estruturas", esclarece.

De acordo com ele, a pesquisa buscou examinar os agregados dessa superfície por onde a carga trafega, ou seja, o asfalto e seus agregados. Juceline, que é professora há cinco anos no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) em Morada Nova, conta que a elaboração da tese envolveu um intenso esforço em pesquisas de laboratório e em campo. "Nós desenvolvemos um campo, criando um pavimento com um modelo próprio de mostra asfáltica e usamos um simulador de grande porte, que simula um caminhão de carga, para analisar os danos causados na estrutura do equipamento", conta.

Jucilene disse que a escolha por estudar a deformação permanente se dá pelo fato de que esses danos são maiores no Nordeste, influenciados pelas altas temperaturas. "As mostras asfálticas apresentam mais rapidamente os danos por aqui", aponta a pesquisadora. Através de dados conseguidos com outras 20 universidades brasileiras, a pesquisadora analisou as mostras asfálticas do Brasil e criou uma nova metodologia de dimensionamento de pavimentos, isto é, com agregados de tamanho diferentes das normas hoje utilizadas nacionalmente. Com isso, comprovou que as normas utilizadas no País não são adequadas para resistir à deformação permanente. "A metodologia no Brasil está defasada, é a mesma utilizada há mais de 50 anos", destaca.

Jucilene afirma que a decisão pelo tema também se dá pelo fato de o Prof. Jorge Soares já vir, há alguns anos, estudando esses fenômenos, juntamente com o grupo de pesquisa do Laboratório de Mecânica dos Pavimentos. "E eu dei continuidade a essa pesquisa. Portanto, essa menção não é um reconhecimento só da Juceline, pesquisadora, mas do grupo de pesquisa todo. Eu estou colhendo os frutos do grupo de pesquisa inteiro. Isso é muito gratificante", comemora.

Para o professor, a menção honrosa no Prêmio é o reconhecimento de que se está fazendo pesquisa na UFC de alto nível. "Isso mostra que somos plenamente capazes de fazer pesquisa de alcance nacional e mesmo internacional. Esse prêmio é um incentivo também para outros alunos", avalia Soares.

A menção honrosa foi concedida dentro da área Engenharias I, que agrega 87 programas de pós-graduação no Brasil. O Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes da UFC, inclusive, teve sua nota elevada de 4 para 5 no conceito da Capes em sua última avaliação, divulgada no mês passado. Soares destaca que não há, atualmente, nenhuma pós-graduação na área com nota acima de 5, o que coloca o programa da UFC entre os melhores do País.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – fone: 85 3366 7331

Créditos

© 2017 Secretaria de Tecnologia da Informação/Divisão de Portais Universitários Ir para o topo